O secretário de Estado do Desenvolvimento Regional presidiu esta quinta-feira à abertura da 71ª edição da “Feira das Colheitas” de Arouca O secretário de Estado do Desenvolvimento Regional presidiu esta quinta-feira à abertura da 71ª edição da “Feira das Colheitas” de Arouca D. R.

Arouca, 25 de Setembro de 2015 

Por Redacção

Via aberta para a variante

A partir de 7 de Outubro será possível estruturar uma candidatura a fundos europeus do “Portugal 2020” para “a ampliação e modernização das zonas industriais de Escariz” que incluirá a edificação de uma ligação à A32, em Milheirós de Poiares, anunciou Castro Almeida.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Regional, que presidiu esta quinta-feira à abertura da 71ª edição da “Feira das Colheitas” de Arouca, apresentou esta como uma solução bem encaminhada para concretizar um dos troços que falta da desejada variante Arouca-Feira.

Estamos a fazer as coisas certas e a fazer o que temos de fazer para esta estrada acontecer”, disse o governante, avisando que, contudo, “não há uma garantia absoluta”. Recordou que o novo quadro comunitário de apoio é desfavorável à construção de mais estradas, por Bruxelas considerar que Portugal já está bem dotado de vias de comunicação.

Repisou que a obra em busca de apoio europeu visa o desenvolvimento económico, através da requalificação de parques industrias na parte ocidental do concelho arouquense, e que, nesse projecto, será possível enquadrar a estrada de ligação à A32.

Recorde-se que, mesmo com esta edificação, para que a chamada via estruturante de ligação aos grandes eixos rodoviários do litoral fique completa faltará, depois, o troço entre a ponte da Cela e Escariz.

Artur Neves tinha salientado que os dois anos de consulado de Castro na Secretaria de Estado do Desenvolvimento Regional lhe tinham devolvido “a esperança” quanto a uma solução para este problema.

Ele sabe que tenho feito tudo o que está ao meu alcance”, salientou Castro Almeida, em agradecimento pelas palavras do presidente da Câmara Municipal de Arouca.

O autarca tinha salientado que a luz ao fundo do túnel surgiu após muitas promessas de outros políticos, incluindo a de um primeiro-ministro em exercício [Sócrates]. Destacou que o ex-edil de S. João da Madeira foi fiel ao “compromisso” assumido com a autarquia.

Na próxima reunião de câmara – anunciou Neves – será debatida uma proposta para atribuir a Castro a “Medalha de Mérito Municipal – grau Ouro”.

A “Feira das Colheitas” é uma mostra da vida, tradições e produtos do mundo rural do concelho de Arouca. Considerada pelo presidente da câmara “a mais antiga feira da agricultura do país”, tem vindo a evoluir para ser, também, foco para o desenvolvimento moderno do município, expressando a crescente força da indústria local, a emergência do turismo de natureza e divulgando a gastronomia e a cultura concelhia. Decorre até ao próximo domingo.

José Pinheiro, Hermínio Loureiro, Ricardo Figueiredo e Emídio Sousa, presidentes de câmara de Vale de Cambra, Oliveira de Azeméis, S. João da Madeira e Santa Maria da Feira, respectivamente, também foram à abertura do grande evento arouquense.