Escritora prepara ciclo de tertúlias lançando Estação da Poesia Escritora prepara ciclo de tertúlias lançando Estação da Poesia D. R.

Cultura, 27 de Agosto de 2015 

Por Redacção

Graça Barros: Uma poetisa a homenagear um romancista

A escritora Graça Barros estará presente no dia 20 de Novembro num conjunto de iniciativas culturais que incluem uma visita à Casa-Museu Ferreira de Castro, em Ossela, uma “conversa” sobre “poesia e literatura da emigração” e uma visita à estação da CP, em Oliveira de Azeméis, evocando Ferreira de Castro e Bento Carqueja.

Estas ações integram-se no ciclo de tertúlias que assinalam a pré-apresentação do seu livro “Estação da Poesia” que decorrerão também em Sintra, Lamego e Porto.

A escritora nascida numa pequena aldeia do concelho de Lamego, iniciou a sua colaboração literária no jornal “Ecos de Penajóia”, um pequeno jornal da sua terra natal, e tem em Florbela Espanca e Ferreira de Castro duas referências marcantes.

A autora chegou a viver no Porto para ingressar num curso de educação infantil que «não concluiu por não gostar de trabalhos manuais» está vários anos radicada em Sintra tendo sido aí que, visitando o Museu Ferreira de Castro, passou a investigar a vida e obra do autor de Emigrantes, A Selva, A Lã e a Neve ou Terra Fria.

“O meu avô, José, conhecido por Teixeirinha, viveu e regressou do Brasil em 1933, mais ao menos na mesma altura em que Ferreira de Castro esteve emigrado e isso foi determinante na minha vontade de conhecer a vida e a obra de Ferreira de Castro”, esclarece.

A autora quer agora evocar a memória do seu avô e “homenagear o fantástico humanista que foi Ferreira de Castro através de uma ‘viagem’ aos locais onde Ferreira de Castro nasceu, viveu e morreu, de Oliveira de Azeméis a Sintra, passando pela selva amazónica que tenho o sonho de visitar num futuro não muito longínquo”, diz.

A Estação da Poesia abrirá um novo capítulo na produção literária de Graça Barros que “considero determinante para uma aventura literária que sei que será longa, difícil, mas que ambiciono que seja também plena de surpreendentes e gratificantes momentos de descoberta”.