Executivo de Hermínio Loureiro também destaca o bom cumprimento do plano de “ajustamento financeiro” no âmbito do PAEL Executivo de Hermínio Loureiro também destaca o bom cumprimento do plano de “ajustamento financeiro” no âmbito do PAEL D. R.

Economia, 13 de Outubro de 2014 

Por Alberto Oliveira e Silva

Câmara apresenta “execução semestral” com superavit de 634 mil euros

O Executivo municipal de Oliveira de Azeméis apresentou na última sessão da assembleia municipal dados sobre o “plano de saneamento financeiro” do município, relativamente ao primeiro semestre deste ano.

Considerando a taxa de referência de 50 por cento sobre o objectivo anual, a execução semestral apresenta um superavit de 634.763 euros acima do valor estimado no plano de saneamento financeiro”, mostrou o relatório que foi apresentado aos ”deputados” municipais.

Acrescentou que “a tendência verificada no primeiro semestre de 2014 demonstra capacidade do município para cumprir os objectivos anuais determinados” no referido plano.

O documento reportou, nomeadamente, que a 30 de Junho a dívida total do município estava nos 33,3 milhões de euros. Com uma redução de quase 4,6 milhões face a Dezembro do ano passado. E com uma “redução acumulada de 21,9 milhões de euros relativamente ao exercício antecedente ao saneamento financeiro” – em Dezembro de 2007, a dívida andada nos 55,1 milhões.

Este relatório ainda especificou que a “dívida de empréstimos a médio e longo prazo” está nos 28,6 milhões de euros, com redução semestral de 1,8 milhões.

O volume da dívida a fornecedores registou quase 2,4 milhões de euros, assinalando uma redução no semestre no valor de 2,2 milhões.

Nota, ainda, para o “prazo médio de pagamentos” da câmara oliveirense que se situava em finais de Junho nos 52 dias, uma “variação de menos 50 dias relativamente ao verificado em Dezembro de 2013”.

Refira-se que o executivo liderado por Hermínio Loureiro também apresentou um memorando sobre o “plano de ajustamento financeiro” (PAF), no âmbito do PAEL (Programa de Apoio à Economia Local).

Para dar nota de que, com o montante recebido, no valor exacto de 1.216.473,38 euros, foram pagas dívidas no valor de 1.1 milhões. Entretanto, foi amortizado um valor perto dos 160 mil euros, estando por pagar pouco mais de um milhão e cinquenta mil euros.

Considerando a taxa de referência de 50 por cento sobre o objectivo anual, a execução semestral apresenta um desvio positivo de 251.811 euros face ao valor estimado no PAF”, referiu o relatório sobre o PAEL.

Salientou que, “a manter-se a tendência, a execução do último semestre deverá determinar o equilíbrio de superavit face ao valor estimado do PAF no ano de 2014”.