As Jornadas Técnicas de Desenvolvimento Local – dinamizadas pela ADRITEM - estão abertas a toda a comunidade e constituem a forma de expressão e envolvimento da mesma na definição da estratégia de desenvolvimento local 2014-2020 As Jornadas Técnicas de Desenvolvimento Local – dinamizadas pela ADRITEM - estão abertas a toda a comunidade e constituem a forma de expressão e envolvimento da mesma na definição da estratégia de desenvolvimento local 2014-2020 D. R.

Oliveira de Azeméis, 24 de Julho de 2014 

Por Redacção

Oliveira de Azeméis recebeu reunião concelhia das Jornadas Técnicas para o Desenvolvimento Local

Os apoios da União Europeia para 2014-2020 não devem ser desperdiçados e todo o planeamento que possa ser feito atempadamente “irá ajudar a corrigir erros do passado”, considerou o vereador Isidro Figueiredo, da Câmara de Oliveira de Azeméis.

A construção da nova estratégia de desenvolvimento local – tendo em vista a utilização dos fundos comunitários para os próximos sete anos – só poderá produzir um resultado positivo com um bom diagnóstico da realidade actual e, consequentemente, com um plano bem definido”, disse.

O autarca falava no final da reunião concelhia de Oliveira de Azeméis das Jornadas Técnicas para o Desenvolvimento Local que decorreu recentemente nas instalações da Biblioteca Municipal Ferreira de Castro, numa iniciativa promovida pela Associação de Desenvolvimento Rural Integrado das Terras de Santa Maria (ADRITEM), em parceria com a autarquia.

O trabalho de reflexão que está a ser dinamizado pela ADRITEM, através destas jornadas técnicas, será essencial para preparar aquilo que é o posicionamento estratégico das Terras de Santa Maria, onde se insere o concelho de Oliveira de Azeméis, no quadro do próximo período de programação comunitária”, salientou Isidro Figueiredo.

“Agricultura, Ambiente e Recursos Naturais”, “Emprego e Capital Humano”, “Sector Solidário e Inclusão”, “Cultura e Património”, “Economia e Competitividade” foram as temáticas abordadas durante a sessão, que juntou agentes locais, designadamente autarcas, empresários e representantes do movimento associativo.

Para António Grifo, director da ADRITEM, estas jornadas fazem o diagnóstico da região e servem para agilizar iniciativas futuras. “Tem sido uma experiência muito interessante levada a cabo pela ADRITEM em todo o seu território de actuação, reunindo diferentes sensibilidades num debate profícuo”, acrescentou.

Tratou-se da terceira reunião à escala concelhia, num território que congrega além do município de Oliveira de Azeméis os seus congéneres de Albergaria-a-Velha, Gondomar Santa Maria da Feira e Valongo.

As Jornadas Técnicas de Desenvolvimento Local – dinamizadas pela ADRITEM – estão abertas a toda a comunidade e constituem a forma de expressão e envolvimento da mesma na definição da estratégia de desenvolvimento local 2014-2020.