A apresentação da iniciativa na Escola de Fajões A apresentação da iniciativa na Escola de Fajões D. R.

Oliveira de Azeméis, 11 de Maio de 2014 

Por Redacção

Oliveira de Azeméis adere ao “Porta-moedas do Lar Feliz”

O município de Oliveira de Azeméis aderiu ao projecto internacional “Happy Home Wallet”, que se poderá traduzir por “Porta-moeadas do Lar Feliz”, que visa ajudar as crianças e jovens de nove países a garantirem às suas famílias “mais dinheiro na carteira no final do mês”.

Com origem em Itália, este projecto desenvolver-se-á até 2015 em escolas e organizações não-governamentais (ONG´s) também em França, Eslováquia, Bulgária, Turquia, República Checa, Polónia e Suíça. O concelho oliveirense representa o nosso país.

Pretendemos consciencializar os mais jovens para a necessidade de adoptarem a estratégia do desperdício-zero”, sublinhou o vereador Isidro Figueiredo, na apresentação da iniciativa, realizada recentemente na Escola Básica e Secundária de Fajões.

O desenvolvimento de inquéritos sobre hábitos de consumo na comunidade educativa, visando detectar desperdícios e excessos, e a realização de workshops sobre consumo sustentável, que darão origem a um guia para consumidores conscientes, estão na agenda.

Também serão realizadas acções de promoção da agricultura biológica e exposições sobre os efeitos da poluição atmosférica na saúde. Serão, ainda, distribuídos ecopontos e compostores e será lançado um concurso que vai premiar as escolas que recolham – para reciclagem – a maior quantidade de óleos usados.

O vereador sublinhou que todos os estabelecimentos de ensino do Concelho de Oliveira de Azeméis serão envolvidos no Happy Home Wallet português.

Este projecto dá-nos a possibilidade de conhecer novas ideias, de mudar comportamentos e de sermos capazes de agir”, acentuou o responsável pelo pelouro da educação.

Os resultados da iniciativa serão periodicamente discutidos com os participantes de outros países, visando alinhavar-se “uma estratégia de desperdício-zero”, que possibilite aos agregados familiares um maior equilíbrio entre as receitas e a despesa.