Festival Internacional de Teatro de Rua de Santa Maria da Feira realiza-se a 23 e 24 de Maio, com a participação de mais de 500 artistas Festival Internacional de Teatro de Rua de Santa Maria da Feira realiza-se a 23 e 24 de Maio, com a participação de mais de 500 artistas D. R.

Cultura, 24 de Abril de 2014 

Por Alberto Oliveira e Silva

IMAGINARIUS’2014 vai questionar a sociedade

A 23 e 24 de Maio o “mundo” do Teatro de Rua regressa a Santa Maria da Feira, para a 14ª edição do IMAGINARIUS, o Festival Internacional que contará com 502 artistas, integrantes de 45 companhias, oriundas de nove países – Portugal, França, Espanha, Holanda, Reino Unido, Alemanha, Itália, Sérvia e Chile -,que vão apresentar 35 espectáculos e projectos artísticos.

A problematização da sociedade” será fio condutor temático do evento. Gil Ferreira, vereador da cultura da Câmara de Santa Maria da Feira, prometeu a apresentação de “propostas que questionem a sociedade”, sobre temas como as relações humanas, o envelhecimento da população, a natalidade, o emprego/desemprego, a arquitectura das cidades e os espaços urbanos e o poder da comunicação social, entre outros.

O autarca realçou a qualidade das companhias teatrais presentes – as feirenses, que mantêm “posição de destaque” na programação, mas também as vindas do estrangeiro, que rotulou de “companhias internacionais de grande vulto”.

É uma das garantias de democratização no acesso à cultura livre”, sublinhou, numa definição do IMAGINARIUS e do seu significado operacional. Elencou-lhe predicados como a multidisciplinaridade e a multiculturalidade, bem assim como a função de defesa dos patrimónios – material e imaterial – do concelho de Santa Maria da Feira.   

Na apresentação/comentário à programação, Bruno Costa, direcção artística, salientou “dois macro-espectáculos”.

 “BoO – Casa Vostra”, pelos franceses “CirkVOST”, instalar-se-á na Casa do Moinho e, pelas 23:00 dos dois dias, abordará “o ritmo, os fluxos e as relações humanas no interior de uma sociedade fechada em si mesma”.

Pelas 00:10, a Igreja Matriz da Feira acolherá “QUO”, um espectáculo feito de sinergias entre vários colectivos – Creative Media, Orquestra de Jovens, CiRAC, Ballet Contemporâneo do Norte e Bússola PDAC -, que, sob a forma de uma interrogação, possibilitará “uma viagem idílica ao mundo imaginário que habita por detrás da realidade”.

Uma das novidades é a edição inaugural do “IMAGINARIUS Infantil”. Ana Carvalhinho, responsável pela secção, realça “uma proposta para a educação não-formal”, virada, nomeadamente, para “a formação de novos públicos” e para a participação em contextos marcados por “novas experiências”.