João Vilaça, director-geral da tecnológica João Vilaça, director-geral da tecnológica D. R.

Economia, 20 de Fevereiro de 2014 

Por Redacção

“Creativesystems” avança para Silicon Valley

A “Creativesystems”, empresa instalada na Sanjotec – Centro Empresarial e Tecnológico de S. João da Madeira, abriu escritório em Silicon Valley, a capital americana da inovação tecnológica, situada em San Francisco, no estado da Califórnia.

Temos tido projectos de sucesso em várias partes do mundo e, agora, estava na hora de levar as nossas soluções para o mercado norte-americano”, sublinhou João Vilaça, o principal dirigente da firma.

Já instalada em Dusseldorf, em São Paulo e no Dubai, a “Creativesystems” avança para os Estados Unidos da América (EUA) como consequência do “crescimento sustentável dos negócios RFID”.

O sistema RFID – do qual é pioneira há mais de 10 anos – “é um método de identificação automática, através de sinais de rádio, que recupera e armazena dados remotamente, utilizando dispositivos chamados de Tags RFID”. Trata-se de pequenos objectos que podem ser colocados numa pessoa, animal, produto ou documento. Contêm microchips de silício e um sistema de antena que permitem responder aos sinais de rádio enviados por uma base transmissora.

É um produto tecnológico utilizado no sector do retalho, quer a nível nacional, quer a nível internacional.

A nova base irá funcionar como um ponto de partida para entrar no mercado norte-americano”, explicou o empresário. Realçando a importância de conhecer os mercados-alvo, vincou que a presença nos EUA “vai facilitar a comunicação com empresas sediadas na América do Norte”.

Numa primeira fase, o escritório californiano irá explorar as actividades comerciais e promover os produtos e soluções da firma. A longo prazo, será criada uma base de operações maior, para garantir o apoio técnico.

Estamos muito entusiasmados por abrir as portas em San Francisco”, acentuou Vilaça, certo de que “o espírito de Silicon Valley é muito em linha com a missão e os valores da Creative systems”.

Em termos gerais, esta empresa instalada na Sanjotec desenvolve “soluções integradas de automatização e optimização de fluxos de informação, suportadas por uma consultoria especializada em inovação, gestão operacional e experiências inter-activas”.