Edifício representa um investimento de cinco milhões de euros Edifício representa um investimento de cinco milhões de euros D. R.

Oliveira de Azeméis, 17 de Dezembro de 2013 

Por Alberto Oliveira e Silva

Campus da ESAN reforça inserção da UA no norte do distrito

O lançamento de uma segunda licenciatura, a partir de Setembro de 2014, poderá ser uma das consequências práticas da entrada em funcionamento do Parque do Cercal – Campus para a Inovação, Competitividade e Empreendedorismo Qualificado, que passa a centralizar, em Santiago de Riba-Ul, Oliveira de Azeméis, a Escola Superior de Design, Gestão e Tecnologia de Produto Aveiro-Norte, mais conhecida por ESAN (Escola Superior Aveiro-Norte), que é o pólo da Universidade de Aveiro (UA) na zona setentrional do distrito.

A “eventualidade” foi perspectivada por Manuel Assunção, o reitor da UA, na cerimónia de inauguração do Campus, decorrida esta segunda-feira e integrada no programa comemorativo dos 40 anos da Universidade.

O responsável deixou, ainda, um repto aos agentes do mundo empresarial, convidando-os a edificar no Parque do Cercal uma incubadora de empresas do Entre Douro e Vouga (EDV).

Manuel Assunção expressou o desejo – “vestido” de convicção – de que o pólo universitário oliveirense “cumpra o desígnio de aumentar o potencial humano” da região, nomeadamente contribuindo para fazer crescer “o emprego qualificado” nos concelhos que serve.

Historiou o processo de instalação da ESAN, que deu os primeiros passos no ano lectivo de 1998/99, para avançar com cursos de especialização tecnológica (CET’s) em 2003 e com a Licenciatura em Tecnologia e Design de Produto em 2005.

Hoje, conta sete CET’s, uma licenciatura e projectos de “Investigação & Desenvolvimento” contratualizados no valor de um milhão de euros. “Deve ser um laboratório de investigação aplicada ao serviço das empresas”, vincou o reitor.

Hermínio Loureiro referenciou o Parque do Cercal como “o ponto de partida para novos desafios”.

O presidente da Câmara Municipal sublinhou o carácter histórico do momento inaugural, tendo acentuado que a edificação do Campus – custou cinco milhões de euros, com financiamento comunitário, através do programa operacional do Norte – representa “um investimento estratégico” para o EDV, mas também para a Área Metropolitana do Porto.

Não será uma Escola normal”, perspectivou o autarca, destacando a “parceria virtuosa” entre o Poder Local, a Universidade e o Universo Empresarial como base para um trabalho vocacionado para a promoção do desenvolvimento económico regional.

Salientou que o Parque do Cercal será um espaço onde as empresas poderão “inovar, testar e desenvolver” os seus produtos.

O presidente da Câmara e o reitor fizeram questão de evocar as personalidades que, ao longo de 15 anos, contribuíram para a edificação do pólo da UA a norte, tendo agradecido a Ângelo Azevedo e a Ápio Assunção, antigos presidentes do executivo oliveirense, e a Júlio Pedrosa e a Helena Nazaré, ex-reitores da instituição aveirense.