Clube de S. João da Madeira pretende arrecadar receita e dar visibilidade à equipa, que luta pela subida à 1ª Divisão Clube de S. João da Madeira pretende arrecadar receita e dar visibilidade à equipa, que luta pela subida à 1ª Divisão D. R.

Desporto, 4 de Novembro de 2013 

Por Alberto Oliveira e Silva

ADS lança calendário com atletas da equipa sénior de andebol

A secção de andebol da Associação Desportiva Sanjoanense (ADS) lançou no um calendário para o ano de 2014 com fotos das atletas da equipa sénior feminina.

Após o lançamento de um equipamento dotado de um calção-saia, que visou dar enfoque mediático à formação, este novo produto visa manter a equipa das meninas na crista da onda, ao mesmo tempo que também tem o objectivo de recolher fundos.

Recorde-se que a existência o escalão chegou a estar em causa, uma vez que a participação no Campeonato Nacional da 2ª Divisão tem um custo de oito mil euros.

O calendário foi disponibilizado a um grupo ainda restrito de adeptos; no entanto, despertou muita curiosidade e as vendas foram bastante boas”, salientou José Pedro Silva, vice-presidente para o andebol.

Este responsável do grémio de S. João da Madeira informou que a venda do calendário será efectuada em três locais da Cidade: na sede do Clube, situada no pavilhão de desportos, na loja da ADS do Estádio Conde Dias Garcia e nos jogos das equipas seniores de andebol, que se realizam no pavilhão das Travessas. Cada elemento da estrutura da modalidade também poderá vender.

José Pedro Silva assinalou o objectivo de conseguir vender dois mil calendários – cada unidade custa três euros -, acentuando que tal constituiria “um grande sucesso”.

Treinado por Filipe Rosário, o plantel feminino sénior conta com as seguintes atletas: Ana Rita Silva, Ana Silva, Ana Duarte, Carla Oliveira, Patrícia Silva, Ana Araújo, Cláudia Alves, Viviana Afonso, Carina Gonçalves, Maria João Teixeira, Branca Santos, Sofia Gomes, Joana Oliveira, Joana Santos, Mariana Silva, Tânia e Catarina.

Refira-se que a Sanjoanense conta com 15 equipas – masculinas e femininas – desta modalidade, envolvendo cerca de 180 atletas, que absorvem um orçamento de 60 mil euros para a temporada.