O ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional, Poiares Maduro, participou na cerimónia de assinatura dos contratos de instalação O ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional, Poiares Maduro, participou na cerimónia de assinatura dos contratos de instalação D. R.

Economia, 24 de Julho de 2013 

Por Alberto Oliveira e Silva

Primeiras 11 empresas começam a instalar-se na “zona 2” da antiga Oliva

A Oliva Creative Factory “representa o ímpeto de transformação de que necessitamos para ter uma economia competitiva num mundo crescentemente global”, sublinhou esta terça-feira Poiares Maduro, o ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional, no arranque do projecto, que incluiu a assinatura dos contratos de instalação das primeiras 11 empresas que lhe ocuparão a “Ala Empresarial” – incubadora, “business center” e galeria comercial.

As firmas que se vão começar a instalar apostam na inovação e na criatividade para conquistarem os mercados em áreas como o calçado, o mobiliário, o design de produto, a produção cinematográfica, a iluminação contemporânea, uma plataforma para a saúde pública, jóias de autor e um ateliê que combina a pintura, a pedra, a madeira e a cerâmica para produzir Arte.

Ricardo Figueiredo acentuou que a Oliva Creative Factory “visa criar um impacto na economia real” do concelho, gerando riqueza e empregos.

Temos de ter uma estratégia de futuro que seja ganhadora para dar boas perspectivas à juventude”, considerou o presidente da Câmara de S. João da Madeira.

O autarca vincou que, com a entrada em funcionamento deste pólo, a cidade completa um trio de plataformas para o desenvolvimento que já inclui as “indústrias tradicionais, mas inovadoras” e as empresas de base tecnológica incubadas na Sanjotec.