Imaginarius, que arranca esta sexta-feira, apresenta 25 estreias nacionais e cinco criações Imaginarius, que arranca esta sexta-feira, apresenta 25 estreias nacionais e cinco criações D. R.

Cultura, 22 de Maio de 2013 

Por Redacção

Artistas de 16 países no maior festival de artes de rua realizado em Portugal

A 13ª edição do Imaginarius – Festival Internacional de Teatro de Rua toma conta da cidade de Santa Maria da Feira este fim-de-semana. Ao longo de três dias, mais de 400 artistas de 16 países ocupam e reinventam os espaços públicos daquela que é considerada a “capital das Artes de Rua” com 48 projectos, 117 espectáculos – todos com entrada gratuita –, 25 estreias nacionais, 19 estreias absolutas e cinco criações próprias.

A diversidade de linguagens artísticas é uma das marcas desta edição, onde sai reforçada a componente de artes visuais, com a concepção de uma escultura de cortiça – Diorama Cork Faktory – pelo artista plástico Vhils, numa homenagem à indústria corticeira do concelho. Destaca-se ainda a diversidade dos 16 países de origem das criações (Portugal, Espanha, Alemanha, Eslovénia, França, Brasil, Argentina, Áustria, Angola, Reino Unido, República Checa, Holanda, Noruega, Itália, África do Sul e Irlanda), assim como dos formatos e dos conteúdos programados.

Estrutura consolidada de criação, o Imaginarius apresenta nesta 13ª edição 19 estreias absolutas e cinco criações, três delas de raiz: Baile das Bicycletas, de Patrick Murys e Casa da Música, numa coprodução Imaginarius e Festival do Norte; Urban Ballets – Blast, numa coprodução Imaginarius, Carnaval de Deux Rives (Bordéus, França), Carnaval de Belfast – Irlanda do Norte e National Arts Festival (Grahamstown – África do Sul); e Travessia, dos argentinos Edith Scher e Omar Gasparini. Nestes e noutros projectos do festival, as comunidades locais têm uma participação cada vez mais activa e crítica nos processos de criação, sendo este ano mais de mil os participantes da comunidade.