A Casa das Pedras Parideiras assume-se como um espaço de visita obrigatória no Arouca Geopark A Casa das Pedras Parideiras assume-se como um espaço de visita obrigatória no Arouca Geopark D. R.

Arouca, 6 de Maio de 2013 

Por Redacção

12.000 pessoas passaram pela Casa das Pedras Parideiras nos primeiros seis meses de abertura

Com seis meses de actividade, a Casa das Pedras Parideiras – Centro de Interpretação já recebeu cerca de 12.000 pessoas, revelou a Associação Geoparque Arouca (AGA).

Este espaço tem criado novas sinergias no território Arouca Geopark ao nível do sector turístico, educativo e científico, assim como um crescente envolvimento da comunidade local na dinamização e valorização deste geossítio”, disse o coordenador executivo da AGA, António Carlos Duarte.

A Casa das Pedras Parideiras já recebeu, além dos muitos portugueses, visitantes do Brasil, Angola, Suíça, Alemanha, França, Inglaterra, Itália, Espanha, Holanda e Noruega.

“A Casa das Pedras Parideiras assume-se como um espaço de visita obrigatória no Arouca Geopark. Situada no coração da Serra da Freita, este centro de interpretação oferece um conjunto de serviços diferenciadores e de qualidade, que valorizaram a experiência do geoturista”, sublinhou António Carlos Duarte.