Os promotores prometem “repetir o êxito do ano passado” Os promotores prometem “repetir o êxito do ano passado” D. R.

Economia, 18 de Abril de 2013 

Por Redacção

O arroz volta a reinar em Ul

O festival de degustações “O arroz reina em Ul!…”, a decorrer na freguesia de Ul (Oliveira de Azeméis) entre 07 e 12 de Maio, promete “repetir o êxito do ano passado”.

Propomos um certame onde vai imperar a alta gastronomia e tradição de uma freguesia com história nesta indústria”, afirma António Nunes, um dos promotores da iniciativa.

Esta segunda edição, além da componente gastronómica – com receitas onde o arroz é o elemento principal -, volta a incluir uma pequena mostra de produtos fabricados pelas empresas organizadoras e comercializados no mercado nacional.

Durante os seis dias do festival, os promotores prepararam ainda um programa de animação.

A principal novidade do festival 2013 é o desafio lançado no facebook (https://www.facebook.com/Refugiodelrey.pt) – um concurso que vai distinguir as seis receitas mais originais. Os interessados devem publicar naquele mural a sua receita favorita de arroz e esperar pelos resultados até ao dia 05 de Maio. Como prémio, os vencedores têm direito a um jantar para duas pessoas durante o evento no restaurante Refúgio d’El Rey.

O certame é uma organização da Novarroz (Produtos Alimentares S.A.), “Valente Marques S.G.P.S.” e Globália (Restauração e Eventos Turísticos, Lda).

A freguesia de Ul – palco do festival – teve, ao longo da história, uma relação estreita com os cursos de água que beneficiaram, de início, a existência de elevado número de moinhos, moleiros e padeiras e, mais tarde, o aparecimento da indústria do descasque de arroz.

A cultura do arroz terá sido introduzida em Portugal no reinado de D. Dinis, no Baixo Mondego, na zona de Montemor-o-Velho, a partir de semente procedente de Sevilha (Espanha).

Portugal consome na ordem das 145.000 toneladas (arroz branqueado) por ano, representando um consumo per capita de 14,5 quilogramas, o valor mais alto da Europa.

A Beira Litoral possui 1086 explorações, que representam 60 por cento das explorações ao nível nacional.