A “novidade” deste ano será a ida às fábricas que integram os “Circuitos pelo Turismo Industrial” A “novidade” deste ano será a ida às fábricas que integram os “Circuitos pelo Turismo Industrial” EDVI

Cultura, 14 de Março de 2013 

Por Alberto Oliveira e Silva

Eunice Muñoz é atracção da “Poesia à Mesa”

Eunice Muñoz é uma das principais atracções da 11ª edição da “Poesia à Mesa”, o evento lançado em 2003 pelo Município de S. João da Madeira, a pretexto da celebração do Dia Internacional da Poesia. Este ano decorrerá de 16 a 23 do corrente.

Será uma honra tê-la cá”, acentuou Rui Costa, o vice-presidente do executivo, acrescentando que o “Serão Poético” que a consagrada actriz abrilhantará “será um dos momentos-altos” do programa.

Está marcado para o dia 23, pelas 21.30 horas, nos Paços da Cultura, vai juntar a música à poesia e contará, também, com Guto Lucena, no saxofone, e com António Palma, ao piano, numa sessão conduzida por José Fanha e Pedro Lamares.

A “novidade” dos 10 anos do Poesia à Mesa será a ida às fábricas que integram os “Circuitos pelo Turismo Industrial”, assim como ao Museu da Chapelaria e ao Centro de Formação Profissional da Indústria de Calçado.

É uma forma de podermos contribuir, de forma simbólica, para a motivação das pessoas e um reconhecimento pelo contributo que dão ao enriquecimento da cidade”, assinalou Rui Costa. Deu o exemplo da Viarco, que apontou como “parceira” do evento “desde o primeiro momento”.

O vice-presidente da Câmara salientou que o programa foi estruturado segundo a filosofia de “ir ao encontro das pessoas”, nomeadamente nos cafés, bares e restaurantes. Também destacou as oficinas e ateliês nas escolas – “para nós sempre foi muito importante”.

Como habitual, o “acontecimento cultural” elege seis poetas – cinco portugueses e um lusófono. Este ano foram escolhidos Alice Vieira, António Nobre, Catarina Nunes de Almeida, Mário Cesariny, Ana Luísa Amaral e o brasileiro Vinícius de Moraes.

A Peregrinação Poética – momento emblemático e tradicional – está agendada para a noite do dia 22: seis estações vão receber as performances poéticas de grupos sanjoanenses, que terão a companhia do actor João Reis, do habitual José Fanha e das poetas Ana Luísa Amaral e Catarina Nunes de Almeida.

O Dia Internacional da Poesia comemora-se a 21 e a programação não deixou passar a data. Pelas 11.00 horas é inaugurado, no jardim da Biblioteca Municipal o “Estendal Poético Metropolitano”, que apresentará poemas seleccionados, numa iniciativa conjunta dos 16 municípios da área metropolitana do Porto. Aliás, em paralelo, haverá recitação de poesia em todos os concelhos.

Alice Vieira vai apresentar a sua obra poética aos alunos do 1º Ciclo, numa sessão que decorrerá na Biblioteca a partir das 14.00 horas.

À noite, os Paços da Cultura serão palco para o espectáculo “Estilhaços de Mário Cesariny”, com Adolfo Luxúria Canibal a interpretar textos e poemas, com acompanhamento musical.

O orçamento disponibilizado pela Câmara de S. João da Madeira para esta edição anda pelos 15 mil euros.