O artista tem cinco discos editados: (“O Mesmo Fado” [2002]; “Por meu cante” [2004]; “Outro Sentido” [2007]; “Guia” [2010]; e “Quinto” [2012]) O artista tem cinco discos editados: (“O Mesmo Fado” [2002]; “Por meu cante” [2004]; “Outro Sentido” [2007]; “Guia” [2010]; e “Quinto” [2012]) Gonçalo F Santos

Cultura, 10 de Janeiro de 2013 

Por Redacção

Fado de António Zambujo encerra “Fogaceiras”

O fadista António Zambujo é o cabeça de cartaz do programa de animação da Festa das Fogaceiras, a mais emblemática festividade do concelho de Santa Maria da Feira, celebrada a 20 de Janeiro.

Zambujo sobe ao palco do cineteatro António Lamoso no dia 27, às 21:30, para o concerto de encerramento da programação deste ano.

Os bilhetes estão à venda no Posto de Turismo de Santa Maria da Feira.

António Zambujo cresceu a ouvir o cante alentejano. A harmonia das vozes, a cadência das frases e o tempo de cada andamento foram para sempre uma influência. Nascido em Beja, em 1975, António Zambujo começou a estudar clarinete com 8 anos, estreando-se no Conservatório Regional do Baixo Alentejo.

Ainda pequeno, apaixonou-se pelo Fado e pelas vozes de Amália Rodrigues, Maria Teresa de Noronha, Alfredo Marceneiro, João Ferreira Rosa, Max, entre muitos outros. Estava habituado a cantar em família e entre amigos, e aos 16 anos chegou mesmo a ganhar um concurso de fado.