A época termal encerra a dia 01 de Dezembro A época termal encerra a dia 01 de Dezembro D. R.

Santa Maria da Feira, 1 de Outubro de 2012 

Por Redacção

Termas de S. Jorge lançam medidas sociais

As Termas de S. Jorge implementaram algumas medidas sociais em prol da comunidade local correspondendo, de certa forma, à austeridade que se vive um pouco por todo o País.

Sensíveis ao impacto da medida da suspensão da comparticipação pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS) da terapêutica termal, na vida dos utentes, as Termas S. Jorge decidiram, por um lado, assegurar, “uma certa comparticipação termal”, sujeita a uma prescrição médica.

Neste sentido, os utentes que sejam enviados, por indicação do seu médico de família, para realização de uma “cura termal”, neste espaço, poderão beneficiar de um desconto de 10 por cento, sobre o valor dos tratamentos termais, até ao final da actual época termal.

Para o efeito, basta apresentar no balneário a declaração médica comprovativa da necessidade de tratamentos termais, para tratamento das patologias diagnosticadas, pelo seu médico de família.

Por outro lado, com o intuito de proporcionar à comunidade sénior local, as melhores oportunidades, para a realização de uma terapêutica termal, as Termas de S. Jorge lançaram o programa de termalismo social – o “Termalsenior”. Este programa desenvolvido em colaboração com a Câmara Municipal é dirigido a seniores residentes no concelho de Santa Maria da Feira, que se associem ao cartão municipal “Feira Senior”.

De momento, as inscrições encontram-se a decorrer, para as próximas viagens de 03 Outubro e 07 de Novembro. Os inscritos beneficiam de transporte gratuito de ligação entre as juntas de freguesia e o balneário termal, minimizando os problemas de mobilidade de território e de descontos em tratamentos termais, que podem variam entre os 10 e 15 por cento, consoante o escalão social, analisado pelo município. 

A partir do dia 01 de Outubro, as Termas S. Jorge entram na chamada “época baixa”, com uma tabela de preços mais acessíveis, em relação à época média e alta, que habitualmente evidencia uma maior procura, por parte da comunidade local.