Durante a sessão de abertura do I Congresso Internacional de Inteligência Emocional e Educação Durante a sessão de abertura do I Congresso Internacional de Inteligência Emocional e Educação José Paulo Silva

Oliveira de Azeméis, 6 de Julho de 2012 

Por Redacção/EDVI

Educação “é sector prioritário” no concelho, assegura Hermínio Loureiro

O presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, Hermínio Loureiro, assegurou hoje que a Educação “é um sector prioritário” no concelho, considerando que o trabalho desenvolvido nesta área nos últimos anos “fala por si”.

Todos os euros alocados ao sector da Educação são considerados um investimento”, disse, em declarações à EDV Informação.

Estamos a trabalhar para que as gerações futuras tenham mais competências e que se distingam positivamente”, afirmou Hermínio Loureiro, salientando as políticas adoptadas pela autarquia “em profunda articulação com os agrupamentos de escolas”.  

O autarca falava à margem do I Congresso Internacional de Inteligência Emocional e Educação, a decorrer hoje e sábado em S. Roque, concelho de Oliveira de Azeméis.

É muito importante perceber nos tempos actuais de crise como é que se conseguem transformar – com mais facilidade – as dificuldades em oportunidades e como se consegue atingir a estabilidade e o sucesso escolar”, referiu o presidente da autarquia, sublinhando a “importância da realização deste congresso em Oliveira de Azeméis”.   

Facilitar a partilha, o debate e a reflexão sobre os avanços e os novos desafios no âmbito da inteligência emocional em todo o mundo são os principais objectivos da reunião magna, subordinada ao tema “Investigar e intervir para mudar”.

Durante dois dias investigadores, psicólogos, professores e profissionais de saúde, de diferentes áreas de especialidade e contextos institucionais, têm a possibilidade de partilhar interesses e resultados de investigação que permitam conhecer a produção da investigação científica da inteligência emocional a um nível global”, explicou o presidente da comissão organizadora do congresso, António Figueiredo.

“O evento é importante para a escola, para a Educação e para o próprio concelho de Oliveira de Azeméis, na medida em que cada vez mais a inteligência emocional se tem mostrado como estruturante no crescimento das pessoas e das organizações”, frisou.

Nesse sentido, devem-se partilhar recursos e técnicas educacionais que possam facilitar e promover o desenvolvimento emocional, cognitivo e social desde a infância, como um modelo de actuação envolvendo a escola, a família e a comunidade. E este congresso é mais um contributo para que tal aconteça”, acrescentou.

A iniciativa é promovida pela Escola Básica Comendador Ângelo Azevedo, estabelecimento sede do projecto “CIEE – Clube de Inteligência Emocional na Escola – Aprender a Ser Feliz”, em parceria com a Universidade de Aveiro, PAIDEIA (Plataforma Aberta – Associação Internacional para o Desenvolvimento da Educação Emocional) e Universidade Fernando Pessoa.