A mostra vai estar patente até ao final do ano no lobby do WR Hotel A mostra vai estar patente até ao final do ano no lobby do WR Hotel D. R.

Cultura, 24 de Maio de 2012 

Por Redacção

Exposição dá a conhecer circuitos pelo património industrial

“Turismo Industrial em S. João da Madeira” é o nome da exposição que a Câmara de S. João da Madeira inaugura na próxima sexta-feira, às 21:30, no WR Hotel, integrada no projecto “Circuitos pelo Património Industrial”.

A mostra – patente até ao final do ano no lobby do hotel – é composta por um conjunto de peças únicas, desenvolvidas propositadamente para o efeito, e que representam cada uma das seis unidades fabris que integram o projecto.

Um sapato de senhora com 1m x 1m e um sapato de homem da mesma dimensão das fábricas Helsar e Evereste, respectivamente, a que se junta um chapéu com um metro de diâmetro e que simboliza a actividade da Fepsa, da Cortadoria Nacional de Pêlo e do Museu do Chapelaria, são algumas das peças que podem ser admiradas pelos visitantes.

A Viarco também integra o núcleo da exposição com um lápis gigante, lado a lado com um compasso de dois metros e meio, que representa o desenho de calçado desenvolvido pelo Centro de Formação Profissional da Indústria de Calçado.

Por sua vez, a Heliotêxtil desenvolveu uma peça do quotidiano, revestida com produtos acabados produzidos na fábrica, que serão seguramente um interessante motivo de atracção.

A mostra, concebida pelo designer Paulo Marcelo – autor do livro “Oliva: Memórias de uma Marca Portuguesa” – e co-organizada pela autarquia, pelas seis unidades industriais que integram o projecto do Turismo Industrial e pelo WR Hotel -, tem como objetivo dar a conhecer as potencialidades e as valências deste projecto pioneiro em Portugal, através de uma exposição que convida a viajar pela história e actividade das empresas, através de fotografias e dos objectos mais simbólicos de cada um dos parceiros.