“Estamos a falar de um desafio multidisciplinar”, referiu Paulo Conceição, do Centro Tecnológico do Calçado de Portugal “Estamos a falar de um desafio multidisciplinar”, referiu Paulo Conceição, do Centro Tecnológico do Calçado de Portugal EDVI

Região, 9 de Abril de 2012 

Por Redacção/EDVI

Equipas do Entre Douro e Vouga na final regional da “F1 nas Escolas”

A final regional do desafio “F1 nas Escolas”, uma iniciativa que pretende envolver os mais novos no mundo da inovação tecnológica e da engenharia, decorre esta próxima terça-feira no Centro Multimeios de Espinho.

A prova irá envolver cerca de 20 equipas dos distritos de Aveiro e Porto, constituídas por jovens entre os nove e os 19 anos.

A Escola Secundária Oliveira Júnior (S. João da Madeira), a Escola Secundária Soares de Basto (Oliveira de Azeméis) e a Escola Secundária de Vale de Cambra representam o Entre Douro e Vouga na competição.

Estamos a falar de um desafio multidisciplinar, no qual os estudantes empregam software CAD/CAM para colaborarem, conceberem, analisarem, construírem, testarem e, posteriormente, correrem com miniaturas de automóveis ‘fórmula 1’, construídos em madeira balsa e propulsionados a ar comprimido”, disse à EDV Informação Paulo Conceição, do Centro Tecnológico do Calçado de Portugal, uma das instituições promotoras da competição.

O repto é realizar um projecto global que abrange as diferentes fases de criação, onde se incluem um plano de negócios, o desenvolvimento de um orçamento e a angariação de patrocínios.

O desafio inspira os estudantes a utilizarem novas tecnologias para a aprendizagem de física, aerodinâmica, concepção, construção, desenvolvimento de marcas, grafismo, patrocínios, marketing, trabalho de equipa/liderança, competências de comunicação e estratégia financeira, aplicando-os de forma prática, imaginativa, competitiva e entusiasmante”, afirmou.

As equipas são avaliadas em função da velocidade do automóvel, bem como pela apresentação de provas da concepção, apresentação oral e stand de exibição publicitária nas ‘boxes’”, explicou.

A prova determinará as seis equipas do Norte do País a marcar presença na fase nacional que ainda não tem data nem local definidos.

O ‘F1 in Schools Ltd’ foi fundado com parceiros empenhados, com o objectivo de oferecer uma experiência educativa, simultaneamente empolgante e desafiadora, através da atracção magnética da Fórmula 1”, acrescentou Paulo Conceição.

A “F1 nas Escolas” – projecto promovido pela Rede de Centros Tecnológicos de Portugal (RECET) - reúne este ano cerca de 20.000 alunos oriundos de mais de 300 escolas em todo o País.

O programa mundial “F1 in Schools” envolve mais de 15 milhões de estudantes de 31 países.