A kiwicultura chegou a Portugal há pouco mais de três décadas. Hoje é considerado um ramo da agricultura de grande relevo em termos económicos A kiwicultura chegou a Portugal há pouco mais de três décadas. Hoje é considerado um ramo da agricultura de grande relevo em termos económicos Fernando Pinho

Economia, 26 de Março de 2012 

Por Redacção/EDVI

Futuro da kiwicultura em debate

“O sucesso da fileira do kiwi e o futuro” é o tema do seminário, a decorrer no próximo sábado, numa iniciativa da Associação Portuguesa de Kiwicultores (APK).

A iniciativa – marcada para o salão nobre dos Bombeiros Voluntários de Santa Maria da Feira – conta com a participação de um painel de representantes dos principais retalhistas nacionais, do presidente da Portugal Fresh – Associação para a Promoção das Frutas, Legumes e Flores de Portugal e de um produtor no activo desde a introdução do kiwi em Portugal.

A kiwicultura chegou a Portugal há pouco mais de três décadas. Hoje é considerado um ramo da agricultura de grande relevo em termos económicos, atingindo uma proporção de produção que ultrapassa já as realidades do consumo nacional.

Com este seminário, a APK pretende “sensibilizar os agentes de distribuição para a necessidade de aumentar o consumo através de práticas comerciais isentais de quaisquer anomalias. Pretende ainda promover a comercialização externa, uma vez que o Kiwi Noroeste é considerado um dos melhores, se não o melhor, do mundo”.

A APK foi fundada em 2004 por uma equipa de técnicos e agricultores dedicados à kiwicultura, com o objetivo de tornar a fileira do Kiwi numa das fileiras agrícolas mais modernas e organizadas de Portugal.

Sediada em Santa Maria da Feira, a APK conta atualmente com 188 associados (produtores, técnicos e associações de comercialização).