“Estes protocolos inserem-se numa política de descentralização e proximidade”, diz o presidente da autarquia, Hermínio Loureiro (na foto, primeiro à esquerda) “Estes protocolos inserem-se numa política de descentralização e proximidade”, diz o presidente da autarquia, Hermínio Loureiro (na foto, primeiro à esquerda) D. R.

Oliveira de Azeméis, 17 de Fevereiro de 2012 

Por Redacção

Meio milhão para freguesias e colectividades

A Câmara de Oliveira de Azeméis assinou protocolos financeiros com cinco juntas de freguesias e associações do concelho no valor de 534 mil euros, dando impulso ao investimento e à actividade desportiva e cultural do município.

Estes protocolos inserem-se numa política de descentralização e proximidade e, nesse sentido, iremos dar continuidade à sua assinatura com outras juntas de freguesia e colectividades concelhias”, afirmou o presidente da autarquia, Hermínio Loureiro.

Os acordos vêm reforçar a capacidade das juntas para promover o desenvolvimento local e garantir, ao mesmo tempo, o apoio e a comparticipação financeira a projectos de associações e instituições.

Nesta primeira fase foram assinados protocolos de apoio financeiro com as juntas de freguesia de Oliveira de Azeméis, S. Roque, Pinheiro da Bemposta, Madaíl e Ossela, no valor de 294 mil euros.

A autarquia rubricou ainda comparticipações financeiras de 60 mil euros com três instituições particulares de solidariedade social, o Centro Social e Paroquial do Pinheiro da Bemposta, a Fundação Manuel Brandão e o Centro Social Cultural e Recreativo de Pindelo.

No plano desportivo o apoio protocolado com 12 colectividades, atinge os 99 mil euros, valor destinado a auxiliar o desenvolvimento desportivo, a formação e a melhoria e construção de infra-estruturas.

A assinatura envolveu ainda o apoio de 50 mil euros à Fundação La Salette, que gere o parque da cidade, à banda musical S. Martinho de Fajões (adaptação e beneficiação da sede), ao agrupamento de escolas Comendador Ângelo Azevedo e à associação de pais da EB 2,3 Comendador Ângelo Azevedo.

O apoio estende-se ainda à confraria das Papas de S. Miguel com a cedência de um imóvel, na freguesia de S. Roque, para aí desenvolver a sua actividade.