Dirigentes da “Vale Pandora”. Cristiano Moreira (vice-presidente) e Miguel Castro (presidente) Dirigentes da “Vale Pandora”. Cristiano Moreira (vice-presidente) e Miguel Castro (presidente) Alberto Oliveira e Silva

Cultura, 18 de Janeiro de 2012 

Por Redacção/EDVI

Associação “Vale Pandora” abre espaço para a cultura urbana

A associação surgiu em 2008 com o objectivo de colmatar o que achamos ser o buraco cultural de Vale de Cambra, visando promover uma cultura rural urbanizada”, declarou à EDV Informação o vice-presidente da instituição, Cristiano Moreira.

O dirigente explicou que a colectividade tem apostado na divulgação de novos valores da música portuguesa e até internacional.

A associação conta com cerca de 140 associados e, actualmente, proporciona formação musical a 15 crianças. A curto prazo, pretende alargar a sua actividade ao teatro.

A dinamização do Espaço Nova Geração é outra das dimensões da “Vale Pandora”. Surgiu na sequência de um desafio lançado pelo município às colectividades locais e tem levado à realização de workshops, tertúlias, apresentações de livros e, até, acções de formação em vários domínios.