José Artur Neves (presidente da autarquia):“Arouca não pode ser vítima da má gestão dos sucessivos governos” José Artur Neves (presidente da autarquia):“Arouca não pode ser vítima da má gestão dos sucessivos governos” EDVI

Arouca, 23 de Setembro de 2011 

Por Redacção/EDVI

Autarquia disponibiliza seis milhões à “Estradas de Portugal” para concluir variante

A autarquia de Arouca propõe emprestar seis milhões de euros à empresa “Estradas de Portugal” para a conclusão da via estruturante, que liga o município ao Litoral, uma obra reclamada há vários anos pela população.

O município de Arouca está disponível para sacrificar parte da sua capacidade de endividamento para – caso o Governo o autorize nas condições legalmente possíveis – facultar um empréstimo de seis milhões de euros à Estradas de Portugal, com base num acordo a firmar entre as partes, que permita à estrutura estatal pagar-nos, num tempo razoável, e para que, desta forma, possamos ter, finalmente as máquinas no terreno e a concretização de uma obra que é reclamada pelos arouquense há décadas”, afirmou o presidente da autarquia, José Artur Neves.

O autarca aproveitou quinta-feira a presença da ministra da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território, Assunção Cristas, na cerimónia de abertura da Feira das Colheitas para apelar à intervenção do Governo nesta matéria.

A governante tomou “boa nota das preocupações” da Câmara Municipal, mostrando-se sensível ao problema.

O Governo está a avaliar todas as situações que tem entre mãos e, neste caso particular, competirá ao ministro da Economia, que também tem a área das Obras Públicas, reflectir sobre essa matéria”, disse aos jornalistas Assunção Cristas.