José Artur Neves (presidente da Câmara de Arouca), Mário Vilalva (embaixador do Brasil em Portugal) e  João Paulo Tavares Papa (prefeito de Santos) José Artur Neves (presidente da Câmara de Arouca), Mário Vilalva (embaixador do Brasil em Portugal) e João Paulo Tavares Papa (prefeito de Santos) D. R.

Arouca, 16 de Maio de 2011 

Por Redacção/EDVI

Geminação Arouca/Santos é exemplo a seguir – Embaixador do Brasil

A geminação de Arouca com a cidade brasileira de Santos, a celebrar o seu 10º aniversário, terá uma dimensão que ultrapassa o nível local, afirmou o embaixador do Brasil em Portugal, Mário Vilalva.

Esta cooperação que nasceu entre Santos e a vila de Arouca vai passar agora a ter uma dimensão nacional”, disse o diplomata, sublinhando que esta geminação é “um exemplo a seguir na promoção das relações de amizade e cultura entre Portugal e o Brasil”.

Mário Vilalva falava sábado durante as comemorações do aniversário da geminação luso-brasileira, que decorreram no Mosteiro de Arouca, tendo como ponto alto a actuação da Orquestra Filarmonia das Beiras, dirigida pelo maestro Luís Gustavo Petri, da Orquestra Sinfónica de Santos.

A sessão solene contou ainda com a presença do prefeito de Santos, João Paulo Tavares Papa, do presidente da Câmara de Arouca, José Artur Neves, entre outros convidados representativos dos dois municípios.

A geminação entre Arouca e Santos – onde está radicada uma significativa comunidade luso-descendente – iniciou-se em 2001. Daí para cá, foram muitas as actividades de cooperação realizadas.