Director da Escola Superior de Enfermagem, Henrique Pereira (na foto, primeiro à direita), afirma que o curso “dá visibilidade à cidade e à região” Director da Escola Superior de Enfermagem, Henrique Pereira (na foto, primeiro à direita), afirma que o curso “dá visibilidade à cidade e à região” EDVI

Oliveira de Azeméis, 28 de Abril de 2011 

Por Redacção/EDVI

Estudantes de seis países europeus participam em curso do “Erasmus”

O curso internacional, dinamizado pela Escola Superior de Enfermagem (ESE) da Cruz Vermelha Portuguesa de Oliveira de Azeméis, vai contar com a participação de 60 estudantes e 12 professores de seis países europeus, confirmou o director do estabelecimento de ensino, Henrique Pereira.

A ESE, criada em 2002, recebe pela primeira vez um curso intensivo, enquadrado no programa “Erasmus”, a decorrer entre 01 e 13 de Maio.

Trata-se de uma iniciativa que não só promove o desenvolvimento da escola no âmbito da sua missão, como de alguma forma envolve e dá visibilidade à cidade e à região”, disse Henrique Pereira.

A acção – centrada nos novos desafios do sector – vai reflectir sobre “a necessidade urgente de, independentemente das políticas de saúde, formar profissionais nesta área preparados para uma prática inovadora e verdadeiramente centrada no doente”.

Subsidiado pela União Europeia – ao abrigo do Erasmus Program of the Lifelong Learning Program, sob o tema “Changing Towards a Critical and Innovative Health Professional – Showing Leadership Towards Integral Care” -, o curso pretende ser “uma plataforma de encontro” de estudantes e professores para troca de conhecimentos, experiências e culturas.

Cada universidade parceira – da Dinamarca, Holanda, Noruega, Portugal, Suíça e Turquia – participa com dois docentes e dez estudantes.