Mesa que presidiu a apresentação do certame. Da esquerda para a direita: José Artur Neves (presidente da autarquia), Margarida Belém (presidente da Associação Geoparque de Arouca) e Melchior Moreira (presidente da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal) Mesa que presidiu a apresentação do certame. Da esquerda para a direita: José Artur Neves (presidente da autarquia), Margarida Belém (presidente da Associação Geoparque de Arouca) e Melchior Moreira (presidente da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal) Ivo Brandão

Arouca, 16 de Fevereiro de 2011 

Por Redacção/EDVI

Arouca acolhe em Novembro Congresso Internacional de Geoturismo

O Congresso Internacional de Geoturismo, a decorrer em Arouca entre 09 e 13 Novembro, representa “um novo desafio” para o geoparque, “embaixador por excelência do sector na região”, afirmou o presidente da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, Melchior Moreira.

A organização deste importante congresso de âmbito internacional vem provar o crescente reconhecimento do património e do trabalho desenvolvido em Arouca na área do turismo geológico, segmento em franco crescimento em todo o mundo”, disse.

Melchior Moreira falava esta terça-feira durante a apresentação do Congresso Internacional de Geoturismo, uma organização da Associação Geoparque de Arouca (AGA) e da Câmara Municipal.

Este congresso pretende ser uma oportunidade para se reflectir sobre as inúmeras e pertinentes questões que se levantam no âmbito do geoturismo”, referiu a presidente da AGA, Margarida Belém, dando conta de que “a iniciativa irá congregar durante cinco dias cientistas, entidades institucionais e operadores turísticos”.

O presidente da autarquia, José Artur Neves, salientou que a realização do certame “é uma rampa de lançamento para a reunião magna da Rede Europeia e Global de Geoparks”, a decorrer também em Arouca, em 2012.

Discutir e clarificar a abrangência do conceito de geoturismo, sensibilizar as entidades locais, nacionais e internacionais para a importância de destinos e produtos turísticos que promovam a sustentabilidade, partilhar boas práticas e experiências, são alguns dos objectivos do certame.

A organização do Congresso Internacional de Geoturismo conta com as parcerias da ADRIMAG (Associação de Desenvolvimento Rural Integrado das Serras do Montemuro, Arada e Gralheira), Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, Real Irmandade da Rainha Santa Mafalda e das universidades de Aveiro e de Trás-os-Montes e Alto Douro.