Cerimónia de entrega dos contratos aos beneficiários com pedidos de apoio, presidida pelo presidente da ADRITEM, Emídio Sousa (na foto ao centro) Cerimónia de entrega dos contratos aos beneficiários com pedidos de apoio, presidida pelo presidente da ADRITEM, Emídio Sousa (na foto ao centro) D.R.

Economia, 20 de Dezembro de 2010 

Por Redacção

Criados 19 novos postos de trabalho em projectos dinamizados pela ADRITEM

Os contratos aos beneficiários com pedidos de apoio aprovados no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural (PRODER) correspondem a um montante de cerca de quatro milhões de euros de investimento – quase 2, 1 milhões de despesa pública – e à criação de 19 postos de trabalho.

 Durante a cerimónia de entrega dos respectivos contratos – realizada no passado sábado -, o presidente da Associação de Desenvolvimento Rural Integrado das Terras de Santa Maria (ADRITEM), Emídio Sousa, destacou “a importância do ‘sub-programa 3’ do PRODER, para a promoção do desenvolvimento sócio-económico da região”.

O mesmo responsável sublinhou que “o maior mérito pertence aos promotores, que apresentaram bons projectos e foram empreendedores neste novo e grande desafio proposto pela ADRITEM”.

A cerimónia surge na sequência do primeiro aviso de concurso, decorrido entre Setembro e Novembro de 2009, de que resultou a aprovação de 20 pedidos de apoio.

Criada em 2007 pelos municípios de Oliveira de Azeméis e de Santa Maria da Feira, a ADRITEM destina-se a promover o desenvolvimento sustentável através da valorização dos seus recursos endógenos.

O novo mapa rural definido para Portugal, a operacionalização do desenvolvimento local no âmbito do QREN (Quadro de Referência Estratégico Nacional) e a necessidade de uma entidade de base territorial alargada para responder aos novos desafios rurais estiveram na origem da criação da estrutura sedeada em Cesar, Oliveira de Azeméis.

A zona de intervenção inclui freguesias dos concelhos de Albergaria-a-Velha, Oliveira de Azeméis, Santa Maria da Feira, Valongo e Gondomar.