Município quer seguir metas definidas pelo Plano Estratégico Nacional de Abastecimento de Água e Saneamento de Águas Residuais Município quer seguir metas definidas pelo Plano Estratégico Nacional de Abastecimento de Água e Saneamento de Águas Residuais D.R.

Oliveira de Azeméis, 27 de Dezembro de 2010 

Por Redacção

Autarquia avança com gestão concessionada da exploração das redes de água e saneamento

O município deu já início ao procedimento do concurso público internacional de concessão cumprindo a primeira etapa que permitirá à autarquia ter, nos próximos anos, a cobertura total do concelho em termos de distribuição de água, recolha e tratamento e rejeição de águas residuais”, disse o presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, Hermínio Loureiro.

O concelho tem, actualmente, uma taxa de cobertura de 69,8 por cento na rede de abastecimento de água, percentagem que desce para os 42 por cento ao nível da recolha de águas residuais.

“O objectivo é elevarmos essas taxas para os 100 por cento, seguindo as metas definidas pelo Plano Estratégico Nacional 2007-2013 de Abastecimento de Água e Saneamento de Águas Residuais (PEAASAR)”, frisou o autarca.

O programa do concurso está sujeito a parecer da Entidade Reguladora de Serviços de Águas e Resíduos, subindo só depois à apreciação da Assembleia Municipal.

O PEAASAR foi aprovado por despacho do Ministro do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional, em 28 de Dezembro de 2006.

De acordo com o PEAASAR, o objectivo é que 90 por cento da população de cada concelho do País beneficie destes serviços até 2013.